Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Tupa – Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno

Área do conteúdo

Convidados

 

Altemar di Monteiro

Encenador, dramaturgo, diretor fundador do Nóis de Teatro. Doutorando em Artes da Cena pela UFMG com bolsa CAPES, pesquisa as relações entre corpo e cidade nas tessituras poéticas do teatro de rua contemporâneo e suas interfaces com as cidades impressas pelas periferias urbanas e suas negritudes.

 

 Ana Karoline de Oliveira

A atriz, diretora teatral, bailarina e produtora Ana Karoline de Oliveira cursa Licenciatura em Teatro na Universidade Federal do Ceará, onde demarca sua pesquisa em Teatro Negro. Atualmente, além da produção da artista Luiza Nobel, integra o grupo Teatro na Porta de Casa.

 

Aristides de Oliveira

Graduado e licenciado em Teatro pela Universidade Federal do Ceará, atuou em espetáculos teatrais e em curtas metragens. Em 2014 fundou os Comedores de Abacaxi S / A, onde atua como ator, dramaturgo e produtor.

 

Arthur Moreira

Estudante do 5º semestre do Curso de Teatro-licenciatura da UFC e bolsista PAIP da coordenação do mesmo. Professor, artista e escritor em formação. Arthur é filho orgulhoso da Casa Mel.

 

Bruna Pessoa

Bruna Pessoa é graduada em Teatro-licenciatura pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e professora na Rede Municipal de Ensino. Atuou na Cia. OQ das artes e ESCAMBAU e fez parte, juntamente com estas, do grupo residente do Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno.

 

Carolina Feitosa

Graduanda em Teatro – Licenciatura pela Universidade Federal do Ceará, artista e pesquisadora do corpo em teatro, atriz, mulher negra e arte-educadora. Atualmente integra o Grupo Budejo de teatro enquanto atriz e produtora, estuda o teatro de animação e mais especificamente o teatro de bonecos na Escola de Mamulengos coordenada pelo Grupo Formosura de Teatro. Bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID) em dança-teatro em 2019, com atuação na EEMTI José Valdo Ribeiro Ramos.

 

Carol Vieira

Diretora Teatral e Professora Adjunta do curso de Teatro-licenciatura do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará (ICA/UFC). Doutora em Educação (FACED/UFC), Mestre em Artes Cênicas (PPGAC/UFBA), Especialista em Gestão Cultural (EAD / SENAC-SP), Bacharel em Direção Teatral (UFBA). Coordenadora de área PIBID-Teatro (UFC) em duas gestões. Coordenadora do Programa de extensão: Ateliê do Iprede – experiência e educação estética no terceiro setor.

 

Conceição Soares

Aluna do curso de licenciatura em teatro, pela Universidade Federal do Ceará. É arte-educadora, atriz e trancista. Em 2017 ingressa na universidade e inicia também os estudos sobre Teatro Experimental do Negro. No ano seguinte, surge o grupo de Teatro na Porta de Casa e Conceição entra em cena pensando o corpo e a estética negra como centro, e monta seu primeiro solo “Bença, Vó”.

 

David de Alencar

Ator e pesquisador brasileiro. Natural de Fortaleza, Ceará, formou-se em Licenciatura em Teatro e foi agraciado com o diploma Magna Cum Laude em 2018 pela Universidade Federal do Ceará. Ainda no Brasil, atuou nos espetáculos Girassóis de Estevão, Cama de Baleias e Das Dores 38. Em Portugal, estagiou no Teatro O Bando em pesquisa relacionada ao projeto Movimento Zebra. Atualmente cursa o Mestrado em Artes Cênicas da Universidade Nova de Lisboa.

 

Eduardo Bruno

É artista, pesquisador, docente e curador. Graduado em Licenciatura em Teatro (IFCE) , especialista em Semiótica Aplicada (UECE) e mestre em Artes Cênicas (ECA-USP). Tem experiência na área de Artes com ênfase nos seguintes temas: arte contemporânea, performance e intervenção urbana. Integrante do Grupo EmFoco , Coletivo We e Núcleo de Estudos da Performance. Vem desenvolvendo pesquisa/criação/curadoria em arte de modo adisciplinar com foco principalmente no espaço urbano e nas poéticas artivistas.

 

Eleonora Fabião

Performer, teórica da performance e professora associada da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Trabalha principalmente com os seguintes temas: arte da performance, estudos da performance, performance na rua, dramaturgias do corpo, dramaturgia experimental contemporânea, direção teatral, atuação.

 

Eliaquim Carneiro Portela

Graduando do Curso de Teatro-licenciatura da Universidade Federal do Ceará.  Participação em espetáculos escolares, tais como “Retirantes” (Direção de Gustavo Lopes, 2017), integrante das aulas de Teatro do Centro Cultural do Bom Jardim.

 

Flávio Gonçalves 

Flávio Gonçalves é graduado em Teatro (UFC), mestre em Artes (UFC), doutorando em Artes (UFPA) e professor do curso de licenciatura em Teatro da Universidade Federal do Amapá – UNIFAP. Interessa-se pela pesquisa dos processos de criação que atravessam tanto a prática artística como a prática docente, com ênfase nos estudos sobre a cena expandida e intermedial.

 

Francis Wilker

É artista da cena, pesquisador, curador e professor no curso de Teatro do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará. É um dos fundadores do grupo brasiliense Teatro do Concreto. Como curador, colaborou com os festivais Cena Contemporânea (DF); FIAC-BA (BA), Festival Nordestino de Tetro de Guaramiranga (CE), MITbr (SP) entre outros. Doutor e Mestre em Artes Cênicas pela ECA-USP.

 

Get Sêmane

Mestrando em Artes pelo Instituto Federal do Ceará – PPGARTES IFCE (2019). Professor de Artes atuante no ensino fundamentalII e superior. Também é artista com foco na linguagem teatral e publicitário. Possui formações acadêmicas em Teatro e Publicidade e Propaganda. Possui experiência profissional nas áreas de educação, artes e comunicação.

 

Ghil Brandão

Nasceu em Sobral-CE, onde iniciou os primeiros contatos com o teatro na escola e em grupo. inicia em 1987 o Curso de Letras na UFC, e em 1990 o de Arte Dramática também na UFC. Em 1992, ingressa no bacharelado em teatro da UnB, e em 1994 no mestrado em Literatura Brasileira. Em 1996, integra o corpo docente do Curso de Arte Dramática da UFC como professor de História do Teatro. Participou da formação da Associação de Teatro Radical com Ricardo Guilherme, onde, juntos, montaram vários espetáculos, dentre eles 68. com.br. Em 2007, conclui o mestrado em História Social, com pesquisa sobre o maracatu.  Em 2009, participa como coordenador do CAD, da comissão que elaborou o projeto de criação da graduação em Licenciatura em Teatro. Em 2014 conclui, o Doutorado em Artes, na UFMG, com pesquisa sobre o Teatro Radical, poética criada por Ricardo Guilherme. Atualmente junto com o ator e diretor Joca Andrade montou o espetáculo “Os Tamboretes” e criaram o Coletivo de Teatro Araras.

 

Gilvamberto Félix

Doutorando em Educação Brasileira pelo Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará, na linha de Movimentos Sociais, Educação Popular e Escola. Mestre em Artes/ Teatro pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Graduado em Teatro-licenciatura também pela Universidade Federal do Ceará.

 

Gyl Giffony

Doutorando em Artes da Cena pela Universidade Estadual de Campinas – Unicamp, com a pesquisa “O LUGAR INVOCADO: Teatro, espaço e memória da violência política na América Latina contemporânea” – bolsista CAPES. Mestre em Memória Social pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – Unirio (2010-2012). Graduado em Artes Cênicas, pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE, e Direito, pela Universidade de Fortaleza – Unifor. Foi professor do Curso de Licenciatura em Teatro, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará nas áreas de direção teatral e gestão cultural (2013-2015). É artista e produtor da Inquieta Cia., de Fortaleza/CE, desde 2006, e membro do Instituto Brasileiro de Direitos Culturais. Possui experiência como ator, encenador, gestor, produtor e curador, realizando cursos, oficinas, curadorias e produções para diversas instituições. Tem desenvolvido estudos e pesquisas em teatro, produção, gestão e direitos culturais.

 

Héctor Briones

Prof. Adjunto do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará (ICA-UFC) no Curso de Teatro-Licenciatura, Mestrado em Artes e no ProfArtes. Atualmente coordena o Mestrado Profissional em Artes (PROFARTES do ICA-UFC). Coordenou o Curso de Teatro-licenciatura de 2016 a 2018 e foi Diretor do Teatro Universitário da UFC no período de 2011 a 2015. Doutor em Artes Cênicas pelo PPGAC – Universidade Federal da Bahia (2007 – 2011). Pesquisa sobre a cena contemporânea, com foco na história do teatro e nas teorias da cena: Teatro Ocidental do século XX e Teatro Latino-americano contemporâneo. Coordena o Laboratório de Poéticas Cênicas e Audiovisuais (LPCA), no qual atualmente desenvolve o Projeto de Pesquisa, “DOS TEMPOS DA/NA CENA: inspirações grifferianas entre cena, tecnologia e alegoria, dentro do Instituto de Cultura e Arte da UFC.

 

Henrique Gonzaga

Ator, produtor, professor de teatro, jornalista e pesquisador. Bacharel em Jornalismo (Centro Universitário Sete de Setembro) e Licenciando em Teatro pela Universidade Federal do Ceará, é um dos artistas fundadores do Nóis de Teatro. Pesquisa as pedagogias da voz falada para a cena, além das tessituras poéticas dos corpos dissidentes, em especial corpos bixas, pretes e favelados.

 

Henrique Rocha

Produtor Cultural do Instituto de Cultura e Arte – ICA da Universidade Federal do Ceará – UFC e professor do ensino superior da Faculdade Cearense – FaC. Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal do Ceará, especialização em Gestão de Produtos e Serviços Culturais pela Universidade Estadual do Ceará e Mestrado em Psicologia pela Universidade de Fortaleza. Exerceu funções de conselheiro representante das Culturas Populares no Conselho Municipal de Política Cultural da Secretaria da Cultura de Fortaleza, no Conselho Estadual de Política Cultural do Ceará e no Conselho Nacional de Política Cultural. Atualmente é Conselheiro representante da Universidade Federal do Ceará no Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural do Ceará – COEPA.

 

Ileana Diéguez Caballero

Professora-pesquisadora do Departamento de Humanidades da UAM-Cuajimalpa (México). Membro do Sistema Nacional de Investigadores, Nível II. Doutora em Letras (2006), com pós-doutorado em História da Arte (UNAM) apoiada pelo CONACY (2008-2009). Trabalha em questões de arte, memória, violência, luto, teatralidade e performatividade expandida e social.

 

Isadora Ravena

Travesti, arte-educadora e artista multilinguagem. Licenciada em Teatro e Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Artes da UFC. Foi professora do Curso Técnico em Dança do Centro Cultural Bom Jardim (2020), professora na rede pública estadual de ensino, no Curso de Iniciação em Dança Contemporânea (2019) e no Co-Laboratório de Artes Circenses (2018). É diretora da plataforma de criação “Travestis alimentam todo dia ao meio dia” e do espetáculo “Cerimônia de Posse”. Em 2020 lança o livro “SINFONIA PARA O FIM DO MUNDO” e expõe a obra “Sepultura” no Museu de Arte Contemporânea do Ceará.

 

Jânder Alcântara

Ator, encenador, graduado em Teatro-licenciatura pela Universidade Federal do Ceará, mestrando em Artes pelo Programa de Pós-graduação em Artes pela Universidade Federal do Ceará, integrante do Coletivo Toca da Matraca (Sobral-CE). Assina a encenação e dramaturgia de “Das Dores 38”; “Mapa do Flaneur”, “Pássaro de Voo Grande” e “Os Girassóis de Estevão”. Pesquisa sobre o imaginário criativo dentro dos processos de colaborativos, com enfoque na encenação e dramaturgia no espaço urbano.

 

João Paulo Lima

Artista- pesquisador- educador. Mestre em Literatura. Formado pelo Curso de Dança contemporânea para Intérpretes- criadores (Porto Iracema). Desenvolve processos artísticos em Dança, Teatro, Literatura e Performance. Ativista das causas das PCDs nas artes.

 

Jocastra Holanda

Especialista em Gestão e Políticas Culturais, pela Universitat de Girona (UDG, Espanha) e Observatório Itaú Cultural (2018). Mestre em Políticas Públicas e Sociedade, pela Universidade Estadual do Ceará (UECE – 2014). Bacharel em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda, pela Faculdade Evolutivo (FACE – 2009). Possui atuação nas áreas de comunicação, produção e gestão cultural, com experiência em assessoria e planejamento de comunicação, educação em comunicação popular e comunitária, no desenvolvimento e elaboração de projetos culturais, na gestão pública da cultura, parecerista em diversos editais culturais, e em pesquisas relativas a políticas culturais e diversidade cultural. Atualmente é Produtora Cultural no Instituto de Cultura e Arte (ICA) da Universidade Federal do Ceará (UFC) e pesquisadora integrante do Observatório da Diversidade Cultural (CNPq), desde 2016. Autora do livro “O popular e a política cultural no Brasil contemporâneo” (2018).

 

Juliana Carvalho

Atriz, diretora e pesquisadora em teatro. Professora da Licenciatura em Teatro da Universidade Federal do Ceará, possui graduação e mestrado em Psicologia (UFC), e doutorado em Artes Cênicas pela UFBA. Iniciou seu percurso no teatro em 1995, no Curso de Arte Dramática (CAD) da UFC. Entre 1998 e 1999, foi aluna atriz no Colégio de Direção Teatral do Instituto Dragão do Mar, concluído com o espetáculo Os Iks. Pela Tear Cia de Teatro, montou em 2004 o monólogo A saga de uma de certa bárbara, dirigido por Sidney Souto. Em 2012 dirigiu e atuou na peça Fulanas, texto de Ricardo Guilherme. Entre 2013 e 2016 foi coordenadora dos Cursos Básicos de Teatro e do Laboratório de Pesquisa Teatral da Escola Porto Iracema das Artes. Integra o Grupo Terceiro Corpo e o elenco da peça Asja Lacis já não me escreve (2017)

 

Juliana Rangel

Pesquisadora da área de Voz nas Artes da Cena do Instituto de Cultura e Arte (ICA)/Universidade Federal do Ceará. Professora adjunta do Curso de Teatro-Licenciatura do ICA, setor de estudo: Voz para interpretação. Doutorado em Educação- eixo Ensino de Música pela Universidade Federal do Ceará. Mestrado em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia. Graduação em Fonoaudiologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Suas pesquisas estão relacionadas a processo de criação, pedagogias da voz nas artes da cena e seus processos de ensino e aprendizagem na educação formal e não formal, corpo-sensório-vocal, estado de escuta, ambiência sonora da cena.

 

Larissa Gondim Freitas

 Atriz e arte-educadora,  graduanda do Curso de Teatro-licenciatura da Universidade Federal do Ceará. Atualmente, integra o Grupo Budejo de Teatro e atua como bolsista prex do projeto “CENA E SOCIEDADE: Ações extensionistas do Curso de Teatro-Licenciatura da UFC”.

 

Letícia Cacau

Letícia Cacau iniciou as experimentações no teatro e escrita durante o ensino médio. Formou-se no Curso de Princípios Básicos de Teatro em 2018 e atualmente cursa o terceiro semestre de Licenciatura em Teatro pela UFC. É bolsista do Projeto Palco de Giz, sediado no Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno.

 

Leuise Furtado

Licenciada em Teatro pela Universidade Federal do Ceará e Mestre em Ensino e Aprendizagem de Artes pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará. Pesquisa Teatro e transdisciplinaridade no Ensino Fundamental I. Professora de Teatro do Colégio 7 de setembro, da Escola Vila, do Colégio Mater Amabilis e da Escola de Atores Marcelino Câmara. Atualmente trabalha como atriz nos espetáculos Geração Trianon, Cordel do Amor sem Fim e Eu chovo, tu choves, ele Chove.

 

Levi Muniz

Não-binária, não-monogâmica, não-normativa. Erótica, destrutiva, afetiva. TRANS. Levi Mota Muniz/Debbie Banida Debanda é interartista fortalezense que pesquisa as relações entre gênero, performance, violência, interarte, ecologia e criação. Mestranda do Programa de Pós Graduação em Arte e Licenciada com distinção Magna cum Laude em Teatro pela Universidade Federal do Ceará. Especialista em Metodologia do Ensino da Arte pela Universidade Braz Cubas (UBC). Pesquisa e cria nas interzonas entre gênero, monstruosidade, docência, criação e ecologia.

 

Lídia dos Anjos

Atriz, costureira, figurinista, diretora, diretora de arte, pesquisadora, arte educadora. Integra a coletiva Pretarau e Princesinhas de Favela. É graduada pela Universidade Federal do Ceará em Teatro Licenciatura. Tem formações pelos cursos: Curso de Princípios Básicos do Teatro, CPBT; Curso das Artes do Teatro da Praia; Curso de Teatro da Fábrica de Imagens; PREAMAR Artes Cênicas – Porto Iracema das Artes; Passadiante – Imagens da descolonização.

 

Lola Mel

A drag queen de Gabe Antunes. Multiartista e professor. Estudante do 7º semestre do Curso de Teatro-licenciatura da UFC. Mãe orgulhosa da casa Mel.

 

Lucas Limeira

Ator. Integrante do grupo Teatro na Porta de Casa. Estudante do Curso de Teatro-licenciatura da Universidade Federal do Ceará.

 

­

Luciane Goldberg

Arte educadora, doutora em educação, mestre em educação ambiental e licenciada em artes plásticas. Professora da Faculdade de Educação- FACED/UFC e do Mestrado Profissional em Artes ProfArtes UFC. Integrante do Programa de Extensão Ateliê do Iprede e líder do Grupo de Pesquisa Dialogicidade Formação Humana e Narrativas (DIAFHNA).

 

Maestro Poty Fontenelle

Licenciado em Música, especializado em Gerontologia Social com ênfase em música para terceira idade e mestrando em políticas públicas. É professor de Voz e Canto e Coro Cênico na Universidade Federal do Ceará e de Canto Coral, Arranjo, Orquestração e Regência na Universidade Estadual do Ceará. Arranjador vocal e produtor musical com mais de 260 CDs gravados, principalmente no Somzoom Estudio/Mastruz com leite. Já regeu concertos corais e orquestrais no Brasil, Argentina, Itália, Portugal, Espanha, Suíça, França e Alemanha. Trabalha atualmente com o Grupo Vocal Porta Voz, BandAmérica, New Orleans Jazz Band e diferentes formações orquestrais.

 

Marcos Paulo

Arte-educador, licenciado em Teatro e Mestre em Arte pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Atua nas áreas de escrita e dramaturgia teatral. Desde 2012 atua na cidade de Fortaleza (CE) como ator nos espetáculos Vagabundos (2013), Asja Lacis já não me escreve (2015) e Quatro Passos ( 2018). Atualmente tem se dedicado a escrita, com textos publicados e montados. Provérbios de Burro (2019) foi seu último trabalho realizado em Manaus (AM).

 

Marcos Queiroz

Licenciado em Teatro/UFC, Mágico e há 3 anos Diretor do Grupo de Teatro Olho Mágico do Instituto de Cegos de Fortaleza. Dramaturgo, ator, compositor e diretor teatral. Encenador dos espetáculos Menos Um; Vila Paradiso; O Paletó e Ah! O Gerente. No momento em processo de montagem do espetáculo infantil “Aruaê e Uiaretê”.

 

Maria Pinheiro Pessoa

Produtora cultural e comunicóloga, especialista em Gestão Pública, mestranda em Avaliação de Políticas Públicas, coordenadora do Circuito UFC Arte e atualmente diretora da Secretaria de Cultura Artística da UFC.

 

Maria Vitória

É atriz, bonequeira, diretora, dramaturga e educadora. Integrante do Grupo Formosura de Teatro e do Grupo Terceiro Corpo. Graduada em Letras-Português-Francês (UFC) e mestrado em Artes Cênicas pela (UFBA).

 

Mariane Romão

Atriz, cantora, dramaturga e diretora. Formou-se como Técnica em Artes Dramáticas no SENAC (SP) em 2014, participou do Curso livre de Teatro CBPT, promovido pelo Theatro José de Alencar (CE) em 2018 e segue desde 2019 como discente do Curso de Teatro-licenciatura da Universidade Federal do Ceará – UFC. Membro fundadora da Companhia Teatral Os Arteiros (2015) e da Companhia Vórtice de Teatro (2018).

 

Matheus Bizerra

Ator e dramaturgo. Estudante do Curso de Teatro-licenciatura da UFC. Em 2019 fez sua estreia como ator no espetáculo Corpo Pedrado, onde também ajudou na adaptação do texto para a cena.

 

Nelson Albuquerque

Ator, diretor, produtor e gestor cultural, Membro fundador do Grupo Pavilhão da Magnólia; Pós-graduado em Gestão Cultural pela Universidade Vale do Acaraú-UVA; Formado em Licenciatura em Teatro pela UFC; Formado pelo Laboratório de Produção e Eventos Culturais pelo CENTEC-CE/Quitanda da Artes; em Gestão Pública pela Universidade de Fortaleza-UNIFOR, fez o CAD – Curso de Arte Dramática da UFC e o Curso Princípios Básicos de Teatro (TJA). Foi conselheiro no segmento de Teatro no Conselho Municipal de Política Cultural de Fortaleza. Tem como destaque os espetáculos; País do Lado da Felicidade, Vestido de Noiva, O Dia da Revolta das Coisas do Nunca, Dr. Qorpo, A Triste História de Catarina e Bily Macarrão, O Pássaro Azul, Um Lugar Para Ficar em Pé, Baldio, Ogroleto, Urubus, Maquinista e Napoleão.

 

Pedro Henriques

Professor Adjunto do Curso de Teatro-licenciatura no Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará, desde 02/03/2011. Ator e diretor teatral, atua principalmente na formação de atores. É Doutor (2013) e Mestre (2009) em Artes Cênicas pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia e possui duas graduações: em Artes Cênicas – Bacharelado em Direção Teatral – pela Escola de Teatro da UFBA (2001) e em Direito, também pela Universidade Federal da Bahia (1995). Integrou durante dez anos (de 2001 a 2010) a equipe de professores do Curso Livre de Teatro da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia. Ator profissional desde 1997, atuou em 33 espetáculos teatrais, 18 comercias de televisão e 3 curta-metragens. Como diretor teatral já assinou 55 montagens e realizou, também, a direção de elenco de um seriado televisivo.

 

Renata Silva

Docente da Universidade Federal do Ceará; Doutora em Artes pela UNESP como pesquisa: corpos precários, pedagogia e política na experiência do corpo. Mestre em Artes Cênicas pela UNICAMP. Bacharel em Artes Cênicas. Suas atuais pesquisas estão voltadas para narrativas, corpo e memória na formação de professores.

 

Renato Hirco

Formado em Teatro-Licenciatura pela Universidade Federal do Ceará. Professor de artes na rede pública e privada de Fortaleza. Atuou e cantou em alguns espetáculos da cidade, como “Ainda Vivas”, do grupo Nóis de Teatro, e “Vagabundos”. Dirigiu e atuou na cena curta: “Sophia”, sendo também diretor de “Pau no Gato”. Atuou e cantou em “Entre 7 Palmos”, o musical.

 

Ricardo Guilherme

Co-autor do anteprojeto de criação da Licenciatura em Teatro da Universidade Federal do Ceará , ator, encenador, escritor, jornalista, radialista, professor da Licenciatura em Teatro da Universidade Federal do Ceará, especialista em Comunicação Social e Arte-educação reconhecido como Notório Saber em cursos de pós-graduação da Universidade Federal da Paraíba e da Universidade Nacional de Brasília (UnB), historiador , formulador da teoria e da metodologia do Teatro Radical, objeto de estudos acadêmicos  de mestrados e doutorados, integrante das equipes  fundadoras da Rádio Universitária (UFC)  e da TV Educativa do Ceará Canal 5.

 

Roberta Bernardo

Preta, Professora, do signo de áries, acredita nos anjos da guarda e sonha com um mundo no qual todas as pessoas tenham acesso a educação transformadora. É técnica em dança, Licenciada em Teatro pela Universidade Federal do Ceará, Especialista em Ensino de Artes – FUTURA e Mestranda Profissional em Arte pelo IFCE.

 

Ruggieri

Ator. Licenciando do Curso de Teatro-licenciatura da Universidade Federal do Ceará.

 

Samya de Lavor

Graduada pelo Curso de Teatro-liceniatura da Universidade Federal do Ceará. Atriz de Teatro e Cinema, atuante em diversos filmes nacionais.

 

Swianne Farias

Formada pela Universidade Federal do Ceará em Teatro Licenciatura, membro do grupo Afro-centrado Formação, engajada em uma educação antirracista e na formação de professores.

 

Tatiane Souza

Atriz, bonequeira, poeta, encenadora, educadora e produtora. Atua no Grupo Ânima desde 2004. Graduanda em Letras e Teatro pela Universidade Federal do Ceará. Memorialista e pesquisadora do Projeto “Atrás da Empanada: Memórias do Teatro de Bonecos em Fortaleza”. Investiga Experiências Encenativas e Dramatúrgicas para o Teatro de Animação, tanto no que concerne a produção teatral quanto a prática pedagógica.

 

Tharyn Stazak

Atual coordenadora e professora do Curso de Teatro-Licenciatura da Universidade Federal do Ceará (UFC), professora do Mestrado Profissional em Artes (Prof-Artes/UFC). Licenciada em Educação Artística com habilitação em Artes Cênicas pela Universidade do Estado de Santa Catarina, mestre em Teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina e doutora em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia. Possui experiência na área do ensino de Arte e do Teatro, com ênfase na pedagogia teatral.

 

Tiago Fortes

Tiago Fortes é professor adjunto do Curso de Teatro-licenciatura da Universidade Federal do Ceará. Doutor em Artes da Cena pela UNICAMP e Mestre em Teatro pela UNIRIO. Autor do livro “A Condição do Ator em Formação: por uma fenomenologia da aprendizagem e uma politização do debate”. Em sua trajetória acadêmica já participou da publicação de livros, revistas e congressos nacionais e internacionais como Congreso Internacional y Congreso Nacional de Teatro (IUNA-ARG) e Congresso Brasileiro de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas (ABRACE). Seus trabalhos cênicos já participaram de festivais como Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga, Festival Atos – Campina Grande (PB), Mostra Sesc Cariri, Festival de Teatro de Fortaleza e Bienal Internacional de Dança do Ceará. Destacam-se os trabalhos “Como Representar os Negros?, “As Suplicantes” e “De Santiago do Chile, 1973” como diretor e “O Coração Denunciador” e “Cartas do Asilo” como ator.

 

Valéria Albuquerque

É atriz, dramaturga e cordelista. Trabalhou como atriz no grupo de Teatro Pesquisa e Comédia Cearense. Ex-aluna do Curso de Arte Dramática da UFC.Graduada em Pedagogia com especialização em Adm.Escolar-UECE-1984. Pós-graduada em Educação Artística com especialização em artes visuais – UFPB – 84/85. Foi radiatista-atriz da Rádio – Universitária-CE -1981/1983. Escritora de diversos textos teatrais, dentre eles “Camisinha Cheirosa” “ O caso de Catarina” e “ Robin Hood”.

Acessar Ir para o topo